25 C
Manaus, BR
25 de janeiro de 2021
DESTAQUES MANAUS

Manaus é ‘amarrada’ por Arthur Neto em contratos que chegam a quase R$ 7 bilhões

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Antes de deixar a cadeira de chefe do Executivo Municipal, no dia 1º de janeiro de 2021, o ex-prefeito Arthur Neto deixou Manaus ‘amarrada’ a inúmeros contratos a longo prazo que, se somados, quase chegam a casa dos R$ 7 bilhões. São contratos válidos por 15 e 27 anos, por exemplo, com uma mesma empresa prestadora de serviços.

Entre os contratos, estão os com a Tumpex Empresa Amazonense de Coleta de Lixo Ltda no valor de R$ 2,7 bilhões – válido até 2035 – e com a Construtora Marquise S/A no valor de R$1,9 bilhão, válido pelo mesmo período da anterior. Ambas prestam serviços de coleta e transporte de lixo.

Essas empresas prestam serviço à Prefeitura de Manaus, desde 2003, gestão do então prefeito de Manaus, Alfredo Nascimento. De lá para cá, a capital do Amazonas já esteve sob a gestão de Serafim Corrêa, Amazonino Mendes e Arthur Neto, mas nenhum deles conseguiu romper o ‘monopólio’.

Se divididos os valores totais pela quantidade de anos que prestarão serviços, a Tumpex receberá, por mês, a quantia de R$ R$ 15,3 milhões e a Construtora Marquise, R$ 11 milhões. Na época da assinatura do aditivo de contrato, o ex-vereador Chico Preto chegou a criticar a decisão de Arthur Neto, mas era o único parlamentar de oposição.

Outro contrato que recebeu aditivo pelas mãos de Arthur Neto, foi o da empresa Manaus Luz Pública, também pelo período de 15 anos. Ao todo, a empresa receberá R$ 992,3 milhões. Em entrevista ao jornal ‘A Crítica’, em 7 de dezembro de 2020, Chico Preto disse que era evidente que o ex-prefeito torcia pelo fracasso da administração do atual prefeito David Almeida. Se dividirmos o valor por 180 meses, período de vigência do contrato, será pago R$ 5,511 milhões mensais.

Para fechar sua gestão, no dia 31 de dezembro, Arthur Neto homologou o processo licitatório para contratação da empresa Amazon Watt S.A. por 27 anos, no valor de R$ 1,37 bilhão. Ela será responsável por implantar, operar e fazer a manutenção de mini usinas fotovoltaicas para geração de energia solar distribuída para as secretarias da prefeitura. Ao todo, serão pagos mensalmente para a prestadora de serviços, a quantia de R$ 4,228 milhões.

FONTE:opoder

Publicações relacionadas

Lucas Lucco e Lorena Carvalho anunciam gravidez

Redação

Em Manaus, homem é assassinado com mais de 15 tiros na frente da esposa

Redação

Maravilhosos conselhos de vida encontrados num clássico do cinema, por Beatriz Camargo

Redação

Deixe um comentário