25 C
Manaus, BR
25 de janeiro de 2021
DESTAQUES TECNOLOGIA

Testamos os Samsung Galaxy S21, S21+ e S21 Ultra [HANDS-ON]

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS

Nesta quinta-feira (14), a Samsung anunciou seus novos smartphones premium: Galaxy S21Galaxy S21+ e Galaxy S21 Ultra. Com o cenário instaurado pela pandemia do coronavírus, a fabricante antecipou o lançamento dos modelos para janeiro — geralmente, o evento acontece em fevereiro.

Aproximar o evento da Consumer Electronics Show (CES) também foi uma estratégia para mostrar que a sul-coreana está mesmo investindo na divulgação do seu ecossistema completo de produtos, que inclui TVs, wearables e muitos outros que não são só celulares.

Os Galaxy S21 apresentam um novo design no módulo da câmera, que agora sobe para a lateral, como se estivesse abraçando o aparelho. Todos eles também estão preparados para as redes 5G, têm proteção IP68 contra água e poeira, mas não vêm com carregador nem fone de ouvido da caixa. A Samsung alega que já usa o mesmo padrão de carregamento USB-C desde 2017, então consumidores teoricamente já têm um em casa.

Nós tivemos a oportunidade de ver os aparelhos de perto —  com todas as medidas de segurança necessárias — e trouxemos os principais destaques.

Galaxy S21 e S21+

Começando pelo Galaxy S21 e S21+, os dois têm display Amoled Dinâmico 2x, com taxa de atualização que vai de 48 Hz a 120 Hz. Essa variação é feita automaticamente via inteligência artificial de acordo com o tipo de conteúdo que está sendo reproduzido, ajudando na otimização da bateria.

A principal diferença visual entre os dois modelos está no tamanho da tela, sendo a do Galaxy S21 de 6,2 polegadas e a do S21+ de 6,7 polegadas. O “irmão menor” estará disponível em quatro cores: rosa, violeta, cinza e branco. Já a versão Plus em violeta, preto e prata.

Galaxy S21Detalhe do módulo da câmera do Galaxy S21. (Foto: Joyce Macedo/TecMundo)

Um detalhe interno que difere os dois aparelhos é a presença do sensor de banda ultralarga (UWB), presente apenas no S21+ ( e também no Ultra). Já a bateria do Galaxy S21 segue a mesma do seu antecessor, com 4 mil mAh, mas a versão Plus ganhou um upgrade, passando dos 4,5 mil mAh do ano passado para 4,8 mil mAh no S21+. Ambos têm 8 GB de RAM e 128 ou 256 GB de armazenamento interno.

Passando para o conjunto de câmeras, não vemos grandes mudanças em relação ao hardware do ano anterior. Os dois novos modelos apresentam três sensores na traseira: um ultrawide de 12 MP com abertura f/2.2, um wide de 12 MP com estabilização óptica de imagem (OIS) e abertura f/1.8, e uma teleobjetiva de 64 MP com zoom de 3x e abertura f/2.0. O space zoom pode chegar a até 30x, mas nada de sensor Time of Flight por aqui, e sim um foco a laser. A câmera frontal tem 10 MP e abertura f/2.2.

É possível gravar em 8K e extrair fotos de 33 MP do vídeo, além disso o recurso de superestabilização permite a criação de vídeos no estilo câmera de ação com 60 frames por segundo.

Galaxy S21 e S21+Galaxy S21 e S21+. (Imagem: Samsung)

Galaxy S21 Ultra

Passando para o irmão mais parrudo da família, o Galaxy S21 Ultra tem uma tela AMOLED de 6,8 polegadas, que varia automaticamente entre 10 Hz e 120 Hz na taxa de atualização. No entanto, o grande destaque aqui é o suporte a S Pen, que sempre foi uma exclusividade da linha Note.

O Galaxy S21 Ultra é compatível com qualquer S Pen já lançada pela Samsung, desde o primeiro Note até os tablets. Ela não vem na caixa, mas poderá ser comprada avulsa ou com uma capa que traz a caneta acoplada. O S21 Ultra não tem o buraco para armazenar a S Pen no aparelho, como acontece no Note, então essas capas especiais são a melhor alternativa. Os recursos são os mesmos já conhecidos na linha Galaxy Note, que incluem notas, brincadeiras de realidade aumentada nas fotos, entre outros.

A bateria continua com 5 mil mAh, mas o Ultra estará disponível em versões com 12 e 16 GB de RAM, com 128, 256 ou 512 GB de armazenamento interno.

Passando para a parte de imagens, o S21 Ultra tem quatro câmeras traseiras: duas de zoom com 10 MP cada (sendo uma com zoom de 3x e outra de 10x), uma principal de 108 MP e uma ultrawide de 12 MP. O quinto buraco na traseira é o do foco a laser. A câmera frontal tem 40 MP.

Galaxy S21 UltraGalaxy S21 Ultra na cor preta. (Foto: Joyce Macedo/TecMundo)

Outro destaque é a presença do HDR de 12 bit, que promete 60x mais cores na reprodução de imagens, o que significa mais nuances do que nos modelos anteriores. Também é possível fazer vídeos em 4K a 60 fps com todas as quatro câmeras traseiras e também na frontal. De acordo com a Samsung, o space zoom de até 100x foi aprimorado graças à presença de duas lentes teleobjetivas, oferecendo agora mais estabilidade e nitidez nas imagens.

O software da câmera também foi aprimorado em todos os modelos da família Galaxy S21, com uma nova opção que permite gravar simultaneamente com as câmeras traseiras e frontal. Dá para acompanhar todas as imagens ao mesmo tempo com o recurso “picture a picture”, visualizando miniaturas ao vivo do que todas as câmeras traseiras estão gravando. Para alternar entre as câmeras é só clicar na miniatura desejada.

Modo DiretorVisão do diretor no Galaxy S21. (Imagem: Samsung)

Já a gravação com múltiplos microfones permite a utilização do mic de um fone true wireless, por exemplo, para captar a voz de um cantor e o celular para gravar o som do violão que ele está tocando.

Um recurso que se tornou queridinho também e ganhou um update foi o Single Take 2.0. Ele foi aperfeiçoado com 5x mais processamento de IA. Para quem não conhece, o Single Take captura até 15  segundos de imagem e no final entrega um conjunto de fotos e até quatro vídeos que o sistema entende como os melhores, incluindo opções em slow motion.

Como já é de costume, a Samsung vai lançar os novos Galaxy com processador Snapdragon, da Qualcomm, em poucos países selecionados, mas o Brasil não está nessa lista. Então, mais uma vez teremos a versão com chip proprietário da sul-coreana. O modelo escolhido é o mais recente lançamento da Sammy, o Exynos 2100 de 5 nanômetros.

Exynos 2100

Se comparado ao Galaxy S20 com Exynos, a Samsung promete uma CPU 20% mais rápida, com duas vezes mais velocidade no processamento de inteligência artificial e uma GPU 35% mais veloz.

Preço e disponibilidade

No exterior, o Galaxy S21 deve custar a partir de US$ 799, enquanto o S21+ fica com o valor de US$ 999. Já o Galaxy S21 Ultra sai por a partir de US$ 1.199. Os três aparelhos chegam no dia 29 de janeiro no mercado internacional. Ainda estamos aguardando os valores para o Brasil.

Gostou dos novos smartphones da Samsung? Acha que vale a pena trocar o S20 pelo S21? Conta aqui para a gente nos comentários!

fonte: tecmundo

Publicações relacionadas

PS5 e Xbox Series X: imagens estimam as dimensões dos consoles

Redação

‘Salve’ do Comando Vermelho ameaça policiais do Amazonas:’rajada de fuzil na cara’

Redação

Pixel 4 recebe Android 11 Beta antes da hora, com novidades

admin

Deixe um comentário