Mulher de pistoleiro de facção é presa suspeita de envolvimento em assassinatos em Manaus

Ela é suspeita de envolvimento em três homicídios e tentativa de outro assassinato.

Keila Cristina Braga da Silva, 21, foi presa nesta quarta-feira (26), suspeita de envolvimento em três homicídios e tentativa de outro assassinato em Manaus. O companheiro dela, Wanderson Figueiredo Ferreira, 23 anos, conhecido como ‘Patinho’, também seria preso por envolvimento nos mesmos crimes, mas morreu em um confronto com a polícia após resistir a abordagem dos policiais civis da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A ação ocorreu no bairro Nova Floresta, zona Leste de Manaus.

De acordo com o delegado Ricardo Cunha, titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), ‘Patinho’ era membro de uma facção criminosa e a dupla tem participação em três homicídios e uma tentativa de homicídio praticados no primeiro semestre deste ano, todos na zona Centro-Sul.

O delegado informou que as investigações iniciaram após Keila e Wanderson terem participado de um atentado contra um casal no bairro da União, em abril deste ano.

“Eles têm participação na morte do Washington e na tentativa de homicídio de Adrielly, dois inocentes que estavam passando pelo bairro da União, na área de atuação dessa facção. Essa ação deles teve certa comoção na sociedade e teve por consequência diversas operações, o que fez com que tanto os dois e várias pessoas se evadissem daquele bairro”, afirmou.

Ainda de acordo com ele, Wanderson resistiu a abordagem policial nesta quarta-feira (26). Ele efetuou vários disparos de arma de fogo contra os policiais civis, que revidaram e atingiram o homem, que não resistiu aos ferimentos e morreu.

“Os mandados estavam expedidos há mais de dois meses. Nós estávamos no encalço deles, foi quando recebemos as informações de que eles estariam escondidos no bairro do Nova Floresta”, disse Cunha.

“Montamos a operação no dia de ontem, para efetuar as prisões. Nós prendemos a Keila, mas o ‘Patinho’ – como ele é conhecido no mundo do crime – estava em posse de uma arma de fogo e tentou contra a vida dos policiais civis. Repelindo essa injusta agressão, tiveram que fazer alguns disparos que levaram Patinho a óbito no local”.

Homicídios

Um dos casos de homicídio e tentativa de homicídio envolve Washington Bruno Pereira de Souza, 34, e uma jovem de 21 anos. O fato ocorreu no dia 30 de abril deste ano, quando o casal foi abordado no bairro da União por suspeitos armados, que pediram para eles baixarem o vidro do carro.

Após se recusarem a atender às ordens, as vítimas foram atingidas com disparos de arma de fogo. Ele faleceu ao chegar em uma unidade hospitalar e a mulher resistiu aos ferimentos.

Outro caso se trata da morte de Paloma Caroline Rebouças Barbosa, que tinha 27 anos. Ela foi atingida com mais de 15 disparos de fogo no dia 31 de janeiro deste ano, dentro da própria residência, situada na rua Miako, bairro Parque Dez de Novembro.

Um terceiro caso é de Paulo Júnior Pereira da Silva, 19. Ele desapareceu no dia 31 de dezembro d e seu corpo foi encontrado no dia 5 de janeiro deste ano, na rua Doutor Pires, no bairro da União.

Fonte: AM POST

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *